Sociedade dos Poetas Mortos

bom-filme

Hoje é dia dos professores e só tenho a dizer que: parabéns e muito obrigada! Eu não seria quem sou se não fosse por eles. Sim, educação vem de casa e foi lá que fui ensinada a respeitar meus professores, que por sua vez me ensinaram a amar o conhecimento e ir sempre em busca de aprender mais e mais. E um carinho especial a meus professores de Ciências Sociais e Comunicação Social na UFS, que, bem ou mal (observando de que lado eu gostaria de estar e o lado que eu não gostaria de fazer parte) foram importantes no meu entendimento sobre meu papel como cidadã, na minha visão renovada do mundo e na minha total transformação como ser humano.

sociedade-dos-poetas-mortos.jpg

“Não importa o que lhe digam, palavras e ideias podem mudar o mundo.”

Confiram também: 1 trecho

Acho que eles nem se dão conta do quanto marcam (e mudam) a vida da gente só com uma simples aula, mas é a verdade (pelo menos pra mim). Me orgulho de lembrar de “pró” Valnísia, me ensinando a soletrar e caligrafia; de Luciano, que me fez aprender a amar Física; de Rose, que falava com tanta delicadeza sobre Química; de André com seu violão nas aulas de Português; Adriana e seu humor peculiar nas aulas de Redação; de Antônio Serpa, o único a me fazer gostar um pouco de Matemática; de Aldrin e suas divertidas aulas de Geografia; de Ana Ângela e ver o quanto mudei meu pensamento político e até mesmo a relação com meu corpo e alimentação; lembro de Maíra e sua entrega nas aulas, a emoção de analisar e entender Blow Up, o 1º filme a que assisti sem entender absolutamente nada e depois do exercício de análise consegui compreender e fiquei maravilhada com aquilo (foi uma das aulas mais marcantes de todos os anos de faculdade); lembro de Cristiano e a as aulas de direção e composição, explicando a importância dos elementos fílmicos, além do poder transformador dos filmes que aprendi com todos eles, o entusiasmo em dividir isso com minha mãe, meus amigos, meu namorado e agora com você aqui no blog.  MUITO OBRIGADA MESMO! E parabéns também a meus colegas que se tornaram professores!

o-captain

Deixo então para você a dica desse filme que todo mundo já deve ter visto, e quem não viu deveria ver agora: Sociedade dos Poetas Mortos (disponível na Netflix), onde Robin Williams interpreta John Keating, novo professor de poesia na tradicional e conservadora Academia Welton. Com métodos controversos e nada ortodoxos, Keating ensina os alunos a perseguirem seus sonhos, sem se deixarem ser condicionados ou manipulados, aprendendo a pensar por si mesmos e a contestar os valores impostos, fazendo de suas vidas “uma coisa extraordinária”. Bastante emblemático para os dias que vivemos. Assista ao trailer:

Carpe Diem e um bom filme pra você!

Siga nossas redes e não perca nenhuma dica!
Facebook| Instagram | Twitter | Filmow | Google +


Título original: Dead Poets Society (EUA, 1989)

Direção:  Peter Weir

Roteiro: Tom Schulman

Gênero: Drama

IMDB: 8,0

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s