Guillermo del Toro

guillermo-del-toro.jpg

Guillermo del Toro completa hoje 52 anos

Guillermo del Toro nasceu na cidade de Guadalajara, México, em 09 de outubro de 1964. Criado pela avó, que segundo ele tentou exorcizá-lo 2 vezes por causa de seu interesse em monstros, ainda na infância começou a fazer curtas com uma câmera super 8 junto com o pai, tendo sido influenciado por cineastas como Alfred Hitchcock, Mario Bava e George Romero. Mais tarde, trabalhou com Dick Smith (O Exorcista), com quem aprendeu sobre maquiagem e efeitos especiais para o cinema. Esse trabalho, em conjunto com seu fascínio pelo sobrenatural e filmes de suspense e terror, o fizeram adquirir uma característica particular facilmente reconhecida: a qualidade técnica associada à estética e temática de horror e fantasia, com grande beleza visual. São deles alguns dos filmes de terror fantástico mais belos produzidos ultimamente, a exemplo de  A Colina Escarlate, romance gótico de mistério lançado no ano passado, onde a ingênua escritora Edith Cushing (Mia Wasikowska) se apaixona pelo enigmático Sir Thomas Sharpe (Tom Hiddleston) e muda-se com ele para uma sombria mansão no alto de uma colina isolada na Inglaterra, onde também vive a irmã dele, Lucille Sharpe (Jessica Chastain).

crimson_peak-wide.jpg

A Colina Escarlate (Crimson Peaks)

Católico, del Toro usa bastante elementos religiosos em seus filmes, assim como criaturas imaginárias, insetos, relógios e crianças. A forma como utiliza o suspense também é bastante marcante, Não Tenha Medo do Escuro (2010 – remake de uma produção para a TV em 1973) do qual é produtor e roteirista, é um exemplo disso, onde a ambientação e uso eficiente das sombras fazem toda a diferença e deixam clara sua participação. A trama acompanha a garota Sally (Bailee Madison), que vai morar com seu pai e a nova namorada dele em um casarão do século XIX, habitado por criaturinhas sinistras.

dont-be-afraid-of-the-dark-i11.jpg

Não Tenha Medo do Escuro (Don’t be Afraid of the Dark)

Del Toro trabalhou como supervisor de maquiagem por 10 anos até abrir sua própria companhia, a Necropia, no início dos anos 1980. Aos 21 anos, após dirigir programas de TV mexicanos, foi produtor executivo de seu 1º longa: Dona Herlinda e seu Filho (1985), porém sua estreia como diretor de cinema só ocorreu em 1993 com o filme Cronos, uma história sobre um alquimista que constrói um mecanismo capaz de conferir vida eterna a que o utilizar. O filme conquistou vários prêmios no México e foi um dos destaques no Festival de Cannes. Após o sucesso, del Toro foi para Hollywood, onde dirigiu Mutação (Mimic, 1997), protagonizado por Mira Sorvino, que dá vida à dra. Susan Tyler, uma cientista responsável por uma mutação genética em baratas que causam problemas catastróficos na cidade de Nova York. Com o resultado foi decepcionante, além das interferências do estúdio, del Toro voltou para o México e abriu a produtora The Tequila Gang, lançando o drama sobrenatural A Espinha do Diabo (2001), história do fantasma de um garoto que assombra um orfanato durante a guerra civil espanhola, produzido por Pedro Almodóvar e seu irmão, Agustín (produtora El Deseo).

guillermo-del-toro.jpg

Cronos |  Mimic | El  Espinazo del Diablo

Com a aprovação da crítica, del Toro acabou retornando à Hollywood no ano seguinte, convidado para dirigir Blade II (2002), sobre um caçador de vampiros que usa seus dons para combatê-los (Marvel), e mais tarde a adaptação dos quadrinhos da Dark Horse Comics, Hellboy, em 2004, e sua continuação em 2008. Hellboy é um demônio que junto com sua equipe secretamente mantêm o mundo a salvo de ameaças paranormais. As obras foram relativamente bem sucedidas, mas foi com O Labirinto do Fauno (2006) que veio a consagração entre críticos e público, conquistando Oscar de melhor direção de arte, fotografia e maquiagem e chegando a concorrer também nas categorias de melhor roteiro original, trilha sonora e melhor filme estrangeiro.  Em O Labirinto do Fauno acompanhamos Ofelia (Ivana Baquero), uma garota de 10 anos vivendo durante a guerra civil na Espanha no ano de 1944, que vai morar com a mãe grávida e seu novo padrasto, um cruel oficial do exército. Ofelia encontra um labirinto de pedras e lá descobre ser uma princesa de um reino mágico que precisa cumprir as tarefas ordenadas pelo fauno para conseguir retornar a seu verdadeiro mundo.

guillermo-del-toro.png

Blade II | Hellboy | El Laberinto del Fauno

7 anos depois, em 2013, Guillermo del Toro escreveu o roteiro e dirigiu Círculo de Fogo (Pacific Rim), filme de ficção científica no maior estilo tokusatsus japoneses que se passa na década de 2020, quando a Terra está em guerra contra monstros conhecidos como kaijus, combatidos pelos humanos com a ajuda de jaegers, robôs gigantes controlados por pilotos com as mentes unidas por uma conexão neural. O cineasta chegou a ser contratado para dirigir a adaptação de O Hobbit (J.R.R. Tolkien) mas acabou abandonando a direção do projeto em 2010, devido a problemas financeiros e constantes atrasos do estúdio MGM. Mesmo assim, continuou como roteirista e produtor da trilogia, ao lado de Peter Jackson.

guillermo-del-toro.jpg

Pacific Rim | The Hobbit

 

Em 2009, o 1º volume da Trilogia da Escuridão (Noturno, A Queda e Noite Eterna), livros escritos em parceria com o romancista, roteirista e produtor de TV Chuck Hogan, foi lançado e em seguida adaptado para HQ e televisão, no  seriado The Strain (2014), que está com sua 3ª temporada no ar no canal FXA história narra o alastramento de um vírus fatal na cidade de Nova York, após a aterrissagem do Boeing 777 da Regis Airline, vindo de Berlim. Com o avião completamente desligado e incomunícavel,  e temendo-se um ataque terrorista, o Centro de Controle de Doenças é acionado. O dr. Ephraim Goodweather (Corey Stoll) e seus aliados passam a investigar o misterioso vírus, que transforma as vítimas em criaturas sedentas por sangue. The Strain recentemente foi renovada para 4ª e última temporada, a estrear em 2017.

the-strain-airplane-image.jpg

The Strain

Eclético e versátil, o trabalho de Guillermo del Toro como produtor inclui filmes de sucesso como O Orfanato (2007), Os Olhos de Júlia (2010), Biutiful (2010), Kung Fu Panda 2 e 3 (2011 e 2016), Gato de Botas (2011), A Origem dos Guardiões (2012), e Mama (2013). Entre seus projetos em andamento estão Trollhunters, série de animação baseada nos livros escritos por ele em parceria com Daniel Kraus, com estreia marcada para 23 de dezembro, na Netflix; o filme The Shape of Water, além da continuação de Círculo de Fogo, com estreias previstas para 2017 e 2018, respectivamente.

guillermo-del-toro.jpg

Feliz aniversário para esse brilhante diretor, roteirista, produtor e escritor mexicano!

Siga nossas redes e não perca nenhuma dica!
Facebook| Instagram | Twitter | Filmow| Google +

Anúncios

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s