Stephen King

stephen-king-.jpg

Hoje o mestre Stephen King está completando 69 anos! Reconhecido como um dos maiores escritores de terror e ficção contemporâneos, King é o nono autor mais traduzido no mundo, tendo vendido mais de 350 milhões de cópias em mais de 40 países. Sendo ele um dos meus autores favoritos, não poderia deixar de fazer uma listinha com alguns livros e adaptações para cinema e TV (são mais de 50!), como sempre partindo do princípio ~opinião pessoal~. Isso não se propõe a ser um ranking das melhores obras, mas apenas uma junção das que eu mais recomendo. Confira!

Livros:

stephen-king-.jpg

 

Quatro Estações

Publicado originalmente em 1982, Quatro Estações (Different Seasons) é uma coletânea de 4 contos e um dos livros mais aclamados do autor, no qual se dedica a explorar a natureza humana e suas relações com sentimentos mais profundos e inquietantes, através de situações cotidianas. Duas das melhores adaptações cinematográficas de suas obras saíram desse livro: Um Sonho de Liberdade, inspirado no conto Primavera eterna – Rita Hayworth e a redenção de Shawshank, e Conta Comigo, baseado em Outono da inocência – O corpo.

Misery / Angústia

Livro de 1987, Misery (traduzido no Brasil como Angústia) conta a história de Paul Sheldon, um popular escritor que perde a memória após sofrer um acidente de carro numa região remota onde havia se refugiado para escrever a sequência de sua franquia de best-sellers, cuja personagem principal se chama Misery Chastain. Ele é resgatado e tratado por Annie Wilkes, uma enfermeira aposentada, coincidentemente sua fã número 1. Suspense envolvente, o livro nos mantém tensos e presos ao terror psicológico vivido por Paul. Indico para quem nunca leu nenhuma obra do autor.

Série A Torre Negra

Considerada pelo próprio King como sua obra-prima, a série A Torre Negra (The Dark Tower) é composta por 7 livros publicados entre 1982 e 2004 e um derivado lançado em 2012 (O Vento pela Fechadura). Aqui, inspirado no universo criado por J.R.R. Tolkein e em um poema épico do século XIX (Childe Roland to the Dark Tower Came, escrito por Robert Browning), King mistura ficção científica, fantasia e terror num enredo que segue o pistoleiro Roland Deschain em sua busca pela tal torre negra, que supostamente é responsável pelo equilíbrio de todos os universos e, para encontrá-la, Roland persegue incansavelmente um mago a quem chama de o Homem de Preto, o único que pode ajudá-lo.

a-torre-negra.jpg

O autor tinha 19 anos quando começou a escrever a saga, que demorou mais de 30 anos para ser concluída. Foi adaptada para os quadrinhos pela Marvel Comics e distribuída no Brasil sob o selo da Panini Comics. A adaptação cinematográfica finalmente está em andamento, com Idris Elba no papel do pistoleiro.

A Dança da Morte

Esse livro é frequentemente colocado em 1º lugar em várias listas de melhores obras de Stephen King. Publicado em 1978, retrata um mundo devastado por um vírus extremamente contagioso e mortal no final dos anos 1980, dizimando 99% da população terrestre e dividindo os sobrevivente em dois lados (o bem e o mal, obviamente). A Dança da Morte (The Stand) é inspirado no livro A Terra Permance, de George R. Stewart, e reúne os mais diversos gêneros literários em uma narrativa empolgante, estruturada em 3 partes (O Capitão Viajante; Na Fronteira e O Confronto), que mostram o antes, o durante e o depois da implosão da civilização, onde o principal vilão é Randall Flag, personagem recorrente em livros do autor. É com certeza uma das melhores e mais completas obras distópicas e pós-apocalípticas já feitas, com mais de mil páginas, porém a leitura  é bastante fluida.

It / A Coisa

Mais uma história para além das mil páginas, porém não se deixe iludir pelo tamanho, pois é praticamente impossível parar de ler It O livro se passa na cidade fictícia de Derry, no Maine, e conta a história de sete rapazes (Bill, Ben, Beverly, Eddie, Stan, Richie e Mike) que, na infância, em 1958, enfrentam uma criatura assassina de crianças, que se alimenta do medo e assim muda de forma, se transformando na Coisa.

it_stephenking.jpg

Porém, quase 30 anos depois, eles precisam se reunir novamente, a fim de evitar a morte de novas vítimas quando a criatura volta. Os personagens são maravilhosamente construídos, causando identificação com a maneira rica e detalhada como King descreve a personalidade de cada um; além disso, a união entre eles é o ponto alto da obra. Abordando temas como bullying e racismo em uma trama inteligente e instigante, It consegue ser aterrorizante e sombria do início ao fim.  Em 1990 foi adaptado para cinema e TV e um novo filme está sendo produzido, com estreia marcada para setembro de 2017.

Séries:

stephen-king

 

Haven

Haven é um xodó, desses que eu amava ser a única entre meus conhecidos a assistir. A série foi produzida pelo canal SyFy, e quem conhece o canal sabe que as temáticas abordadas e efeitos especiais utilizados não são para qualquer um, sendo portanto o lugar ideal para adaptar obras singulares do King.

haven_syfy.jpg

Haven é baseada em The Colorado Kid, livro publicado em 2005, e acompanha a trajetória da agente do FBI Audrey Parker (Emily Rose) após sua chegada em uma misteriosa cidade do Maine chamada Haven, onde acontecimentos sobrenaturais bizarros atormentam os moradores. Audrey parece ser a única pessoa capaz de controlar as perturbações do lugar, e acaba descobrindo inúmeros segredos e uma poderosa conexão com a cidade. Haven teve 5 temporadas com 13 episódios cada, sendo que a última, exibida entre 2014 e 2015, contou com 26 episódios. Saudades Audrey, Duke e Nathan. :/

11.22.63

Indicada recentemente, confira o texto completo aqui.

11-22-63-série.jpg

Com 8 episódios exibidos no canal Hulu, 11.22.63 conta a história de um viajante no tempo que tenta impedir o assassinato de John F. Kennedy, no dia 22 de novembro de 1963 . Baseada no romance homônimo de Stephen King publicado em 2011, a minissérie é estrelada por James Franco, que dá vida a Jake Epping, um professor de inglês recém-divorciado que recebe de seu amigo à beira da morte, Al Templeton (Chris Cooper), a missão de mudar a História, voltando para o ano de 1960 e impedindo o assassinato de JFK, considerado por Al como um acontecimento fundamental para tornar não apenas os EUA, mas também o planeta, um lugar melhor.

The Dead Zone/ O Vidente

The Dead Zone (conhecida no Brasil como O Vidente) foi exibida pela AXN (no Brasil pelo SBT) entre 2002 e 2007, durando 6 temporadas (80 episódios). Johnny Smith (Anthony Michael Hall) sofre um acidente de carro que o deixa em coma por vários anos.

o-vidente

Ao acordar ele descobre que sua noiva, Sarah Bracknell (Nicole DeBoer), havia se casado com outro homem, Walt Bannerman (Chris Bruno), xerife da cidade. Johnny descobre também que desenvolveu a habilidade de prever o futuro e vivenciar memórias passadas ao tocar pessoas e objetos, passando a usá-la para solucionar crimes.

Under The Dome

OBS.: Disponível na Netflix

Eu poderia colocar Saco de Ossos, minissérie em 2 partes, estrelada por Pierce Brosnan em 2011 no lugar de Under The Dome, que não teve um bom encerramento, mas acho que a 1ª temporada foi tão boa que merece estar aqui, principalmente pelo 1º episódio e a cena de uma vaca sendo cortada no meio pela redoma do título.

under-the-dome

Under The Dome foi exibida pela CBS entre 2013 e 2015, e fala sobre uma enorme redoma invisível e indestrutível que divide a pequena cidade americana de Chester’s Mill ao meio, isolando parte dos moradores do resto do mundo. Sem conseguir acessar a internet, usar telefones e sequer ligar a TV devido a interferências causadas pela cúpula, os moradores, “liderados” pelo recém-chegado Dale Barbara (Mike Vogel),  Julia Shumway (Rachelle Lefevre) e Big Jim (Dean Norris), tentam encontrar saídas, enquanto o exército parece esconder alguns segredos sobre a redoma. A adaptação televisiva segue rumos bem diferentes do livro.

O Iluminado

 Não sou fã do filme e não li o livro, e por isso ele não vai figurar aqui nessa lista. O que sei é que o próprio Stephen King não gosta nadinha da adaptação produzida por Kubrick, e então encabeçou a produção dessa minissérie (que muitos nem sabem que existe) em 1997, para mostrar seu ponto de vista original. Muitos fãs de King dizem preferir essa versão ao filme, e não fica difícil entender porquê, uma vez que mesmo com atuações inferiores, a série segue fielmente o livro (diferente do filme).

o-iluminado.png

Jack Torrance (Steven Weber), um aspirante a escritor e alcoólatra em recuperação aceita ser o novo zelador durante a baixa temporada do famoso hotel Overlook, no Colorado, e assim vai morar no lugar com sua esposa Wendy (Rebecca de Mornay) e o filho Danny (Courtney Mead), que possui habilidades psíquicas que permitem que ele veja fatos horríveis ocorridos no hotel no passado, além de ver o futuro e pensamentos. Após uma nevasca, eles ficam isolados e passam a ser aterrorizados por forças sobrenaturais que habitam o lugar e começam a interferir no estado mental de Jack. O Iluminado (The Shining) tem 3 episódios, cada um com 1 hora e 30 minutos de duração.

Filmes:

stephen-king

 

A Tempestade do Século

Vou começar dizendo o tempo de duração desse filme, mas não é pra te assustar: A Tempestade do Século (Storm of the Century) tem mais de 4 horas (encontrado completo no YouTube, porém dublado), cujo terror psicológico é capaz de prender a atenção de tal forma que não dá pra sentir o tempo passar. Na verdade o filme originalmente é uma minissérie de 3 episódios, roteirizados por King e produzidos pela ABC em 1999, posteriormente lançada em vídeo e livro.

A Tempestade do Século.jpg

A história se passa em Little Tall, uma pequena ilha situada (adivinha?) no Maine, onde os moradores se preparam para enfrentar uma forte nevasca. Ao mesmo tempo, Andre Linoge (Colm Feore) chega à cidade, sabendo todos os segredos das pessoas na ilha, criando pânico entre os habitantes e tensão pra quem assiste. Um grande suspense psicológico que vale cada minuto.

Misery

OBS.: Disponível na Netflix

misery.png

Com o título em português de Louca Obsessão (diferente do livro que se chama Angústia, no Brasil, como mostrado mais acima), esse filme também já foi indicado. Confira o texto na íntegra aqui.

O Nevoeiro

Filme de 2007, O Nevoeiro (The Mist) divide opiniões, principalmente a respeito de seu final. Eu gosto bastante, e ver o comportamento e eventual degradação do ser humano ao ser submetido a um confinamento que acaba expondo seus sentimentos e vontades mais profundas e apavorantes, com certeza é o que torna O Nevoeiro um filme interessante. Depois de uma violenta tempestade no Maine (reparou que sempre tem uma tempestade?), David Drayton (Thomas Jane) e seu filho de 8 anos, Billy (Nathan Gamble) vão a um supermercado afim de aquirir o máximo de suprimentos. Porém, um estranho e mortífero nevoeiro toma conta da cidade, deixando os dois e um grupo de moradores presos no local.

o-nevoeiro.jpg

Os conflitos não demoram a aparecer, uma vez que as pessoas de diferentes personalidades, opiniões e crenças religiosas começam a se impor sobre o que deve ser feito, se tornando tão perigosas quanto a névoa lá fora. Dirigido por Frank Darabont (The Walking Dead, À Espera de um Milagre), O Nevoeiro é uma adaptação de um conto de mesmo nome presente no livro Tripulação de Esqueletos, de 1985, e está sendo produzida uma série pelo canal Spike, com estreia prevista para 2017.

Conta Comigo

Conta Comigo (Stand by me, 1986) é um dos grandes clássicos dos anos 1980, que todo mundo conhece. A trama, baseada no conto O Outono da Inocência – O Corpo, presente na coletânea Quatro Estações, citada acima, mostra as descobertas juvenis de um grupo de amigos ao se verem diante de um cadáver e a relação de amizade entre eles.

Conta-Comigo-Filme.jpg

Gordie Lachance (Wil Wheaton) é um escritor que recorda acontecimentos do verão de 1959, quando tinha 12 anos e saiu com os amigos Chris (River Phoenix), Teddy (Corey Feldman) e Vern (Jerry O’Connell) em busca de um adolescente que estava desaparecido na mata há mais de 3 dias.

Um Sonho de Liberdade

Maior nota do IMDB (9,3) e considerado por muitos o melhor da história, o filme de 1994 também dirigido por Frank Darabont e estrelado por Tim Robbins e Morgan Freeman, se baseia em Rita Hayworth and Shawshank Redemption (Primavera eterna – Rita Hayworth e a redenção de Shawshank), presente em Quatro Estações, e acompanha a história de Andy Dufresne (Tim Robbins), um banqueiro condenado à prisão perpétua em 1946 pelo assassinato de sua esposa e seu amante, mesmo afirmando inocência.

sonho-de-liberdade.jpg

Durante o tempo na prisão, onde passa quase 20 anos, ele se torna amigo de Ellis “Red” Redding (Morgan Freeman), também setenciado à prisão perpétua, que controla um mercado clandestino no presídio, dirigido pelo cruel agente Samuel Norton (Bob Gunton). Um Sonho de Liberdade ( The Shawshank Redemption) foi indicado ao Oscar nas categorias melhor filme, ator (Morgan Freeman), roteiro adaptado, fotografia, som, edição e trilha sonora.

Boa leitura, bons filmes e um feliz aniversário ao mestre!

 

Siga nossas redes e não perca nada!
Facebook| Instagram | Twitter | Filmow| Google +

Anúncios

7 comentários sobre “Stephen King

    1. Ja vi O Iluminado 3 vezes, mas não sei…não consigo gostar.
      Sou apaixonada por filmes de terror e talvez o problema de O Iluminado pra mim é que o terror do jeito que é feito no filme não me afeta. De qualquer forma estou com ele aqui para ver pela 4a vez (e tô com o livro tbm, que ainda não li).
      Juro que tento mudar de opinião toda vez, vamos ver nessa próxima tentativa rsrsrs

      Curtido por 1 pessoa

      1. Hahahaha Então não adianta… rs Também sou apaixonada por filmes de terror, e o problema é que é muito difícil fazer filmes bons desse gênero. Principalmente na atualidade. Virou moda fazer longas em que o personagem carrega a câmera, como se estivesse fazendo um arquivo pessoal… ODEIO isso!!! E invariavelmente são filmes ruins que se utilizam desse método, pois é mais fácil que construir uma estória. Bjs

        Curtido por 1 pessoa

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s