Anomalisa

 

bom-filme

Michael Stone (voz de David Thewis) é um palestrante motivacional que acaba de chegar à cidade de Cincinnati. Ele segue do aeroporto direto para o hotel, onde entra em contato com um antigo caso para que possam se reencontrar. A iniciativa não dá certo, mas Michael logo encontra duas jovens que foram ao local justamente para ver a palestra que ele dará no dia seguinte. É quando ele conhece Lisa (voz de Jennifer Jason Leigh), por quem se apaixona. Assista ao trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=B9osRGkOl54

Anomalisa é uma animação em stop motion escrita, dirigida e produzida por Charlie Kaufman (de Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças e Quero ser John Malkovich) através de uma campanha no Kickstarter, site de financiamento coletivo, e essa peculiaridade logo se mostra uma escolha acertada, quando percebemos que dificilmente tal obra sairia de um grande estúdio hollywoodiano.

Apesar de dar palestras motivacionais onde incentiva as pessoas a procurarem o que há de especial em cada indivíduo, Michael já não consegue fazer o mesmo, vivendo num mundo onde nada nem ninguém desperta seu interesse. E assim, todos ao redor dele têm o mesmo rosto (como máscaras) e a mesma voz (dubladas originalmente por Tom Noonan, inclusive as vozes femininas). Isso é brilhante, pois faz o espectador entender como Michael se sente, fazendo parte de sua experiência visual e auditiva. Quando finalmente alguém com uma voz diferente aparece, percebemos o alívio que provoca em Michael e em nós mesmos.

anomalisa.jpg

A voz em questão é de Lisa, uma mulher bem insegura e fã de Michael que está na cidade apenas para assistir à palestra que ele dará. Fascinado pelas particularidades dela, que também tem rosto diferente dos demais, Michael se apressa em aprofundar a relação. E aqui vale ressaltar que não se trata de uma animação infantil; infelizmente é comum que acreditem que animações são para crianças, e por isso não tenho como dar essa dica sem avisar que Anomalisa não é para crianças: é uma animação adulta. Adulta do tipo tem nudez frontal e sexo, ok?

O filme é basicamente sobre o cotidiano, e é incrível como a animação consegue transmitir as emoções, corpos e cenários com realismo e humanidade. A história é simples e os diálogos e situações bastante comuns (do tipo bater a cabeça na cabeceira da cama na hora do sexo, quem nunca?) , mas tudo é tratado tão minuciosamente, com tanto cuidado, delicadeza e sensibilidade que chega a comover. Não duvido que alguém faça cara de bobo igual a mim ao ouvir Lisa pronunciar “mo-ji-toooos” no elevador, ou chore como eu e o Michael quando a ouve cantar Girls Just Want To Have Fun, da Cindy Lauper, uma das cenas mais tocantes que já vi.

A única coisa que eu tenho a reclamar de Anomalisa é que o final me pareceu muito apressado. Poderiam ter nos deixado admirando a doce anomalia da Lisa um pouco mais, diante daquele cotidiano vazio e melancólico em que o Michael nos meteu.

anomalisa.jpg

Um bom filme pra você!

 

Siga nossas redes e não perca nada!
Facebook| Instagram | Twitter | Filmow| Google +


Título original: Anomalisa (EUA, 2015)

Direção: Duke Johnson | Charlie Kaufman

Roteiro: Charlie Kaufman

Gênero: Animação adulto | Drama | Comédia

IMDB: 7,3

Anúncios

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s