#1boasérie: Humans

Para ver o trailer, clique aqui

Produzida pela AMC e Channel 4, Humans é uma adaptação britânico-americana da série sueca Real Humans (Äkta Människor no original), de 2012. Nela, em um futuro próximo, robôs domésticos são criados para auxiliar os humanos em diversas tarefas diárias. A abertura da série sintetiza a evolução dos robôs desde a sua criação até o presente descrito.  Os robôs são chamados synth (sintéticos), e Anita é a synth adquirida pela família Hawkins, após Joe (Tom Goodman-Hill), o marido, perceber que a casa estava uma verdadeira bagunça pelo fato de sua mulher, Laura (Katherine Parkinson), passar muito tempo trabalhando e ele não conseguir lidar sozinho com as atividades domésticas e os filhos do casal, Mattie (Lucy Carless), Toby (Theo Stevenson) e a caçula Sophie (Pixie Davies).

Laura não aceita muito bem a ~presença de Anita~ por achar que ela vai mexer prejudicialmente com a cabeça dos filhos, enquanto Mattie fica curiosa pelo seu funcionamento, Toby se encanta com sua aparência e Sophie acha que finalmente tem alguém para brincar com ela. Já Joe entra numa questão um pouco mais bizarra sobre o uso da robô para seu prazer, uma vez que ela possui uma chave que libera seu uso para fins sexuais. Anita, como uma robô doméstica que se preze, cumpre suas funções conforme lhe é ordenado, mas algo nela faz com que Laura acredite que ela está com defeito: Anita parece ter mais em comum com os humanos do que a semelhança física e demonstra ter algum tipo de consciência (já no primeiro minuto do piloto ela mostra isso).

Assim, Humans explora a tão explorada interação homem-máquina, seus impactos sociais, psicológicos e culturais na sociedade, os limites éticos e hierárquicos dessa relação e a capacidade de os robôs agirem por sua própria vontade e sentimento. O que a torna instigante são os rumos que a série vai dando para esses elementos, promovendo uma reflexão sobre o que faz de nós humanos e até que ponto essa humanidade será preservada na presença de cada vez mais synths. Também se preocupa em aprofundar os dramas robóticos e os conflitos que surgem quando por qualquer motivo as  leis da robótica de Asimov não são cumpridas, não apenas do ponto de vista humano mas também do ponto de vista interno de cada synth. A consciência é a grande chave do enredo da série (em todos so sentidos que a palavra abrange) seja ela dos humanos ou dos sintéticos.

Humans apresenta um design de produção satisfatório, apesar de sucinto e, aliado com as atuações   mostra uma realidade coerente e plausível, além de seu desenvolvimento despertar interesse e curiosidade crescentes utilizando de muito suspense, mistérios, segredos e reviravoltas, bem como nos fazendo criar apego e envolvimento com todos os personagens, chegando a provocar algumas lágrimas e  até raiva (pelo menos eu chorei e me irritei algumas vezes). A série estreou em 2015 e duas temporadas já foram ao ar, cada uma com 08 episódios, mas a terceira temporada já está garantida e deve chegar em 2018. Se você gosta de ficção científica, não vai se arrepender.

Uma boa série pra você!

 

Siga nossas redes e não perca nada!
Facebook| Instagram | Twitter | Filmow| Google +


 

Nome original: Humans (Reino Unido| EUA, 2015)

Criadores: Sam Vincent e Jonathan Brackley

IMDB: 8,1

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “#1boasérie: Humans

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s