No Espaço Não Existem Sentimentos

Simon ( Bill Skarsgard) tem síndrome de Asperger e vai morar com o irmão mais velho, Sam (Martin Wallström) e a namorada dele, Frida (Sofie Hamilton). Mas Frida não aguenta conviver com  Simon e acaba terminando o namoro. Simon acredita que só uma nova namorada pode fazer a vida dele e do irmão voltar ao normal e passa a procurar uma nova companheira para Sam.

Para ver o trailer, clique aqui (sem legendas)

Contém spoilers

Hoje, 18 de junho, é o Dia do Orgulho Autista, criado para conscientizar com positividade sobre a condição de autista/Asperger (um espectro do Autismo)*. Organizações promovem nesta data eventos no mundo inteiro para lutar contra com o preconceito e espalhar a ideia de que o autismo não é uma doença e sim um conjunto de singularidades no jeito de ser, uma das inúmeras expressões da neurodiversidade (variação natural dos seres humanos). Um arco-íris é utilizado para representar essa diversidade.

Em No Espaço Não Existem Sentimentos, Simon (Bill Skarsgard), que é autista, muitas vezes não consegue sequer estar na presença dos pais, e se imagina em uma nave navegando pelo espaço, pois acredita que lá não há problema algum por não existirem outras pessoas, nem sentimentos. Simon tem noção de que muita gente acha ele um idiota, quando na verdade ele só quer que as coisas continuem iguais. Ele é bem metódico; tudo é calculado, medido, analisado e até mesmo a comida é preparada de acordo com os dias da semana.

A única pessoa que consegue lidar com Simon é seu irmão mais velho, Sam (Martin Wallström), e por essa razão Simon acaba indo morar com o irmão e a namorada dele, Frida (Sofie Hamilton). Infelizmente, Frida não compreende a condição de Simon e acaba terminando o namoro com Sam. Isso faz Simon surtar e começar uma busca por uma nova namorada para o irmão, baseado na máxima de que “os opostos se atraem”, acreditando que ele poderia namorar alguém só pelo fato de serem opostos e logicamente se atraírem como um ímã, assim desse jeito científico e nada emocional.

A trilha sonora é bacana e a direção de arte foi super cuidadosa no uso das cores e objetos. Você vai perceber o intenso uso de objetos redondos, por exemplo, e isso reforça a ideia cíclica e contínua da síndrome de Simon, que tem que fazer as coisas do mesmo jeito todos os dias para ficar bem. No Espaço Não Existem Sentimentos fala com muita delicadeza sobre a síndrome de Asperger, ao mesmo tempo que mostra as dificuldades de quem convive com quem é aspie/autista. Mas o foco é justamente o lado positivo, o comportamento de Simon é tratado com bastante sutileza e sensibilidade e por isso ele foi a escolha para hoje, Dia do Orgulho Autista, para que saibam um pouco mais do que se trata. Eu espero que esse filme e alguns textos sobre o assunto* ajudem as pessoas a entenderem o autismo e a serem mais compreensivas.

No Espaço Não Existem Sentimentos é um filme fofo e divertido que me deixou comovida não apenas por me identificar muito com Simon em vários aspectos, mas por existirem pessoas que sabem como tocar as outras tão profundamente com um filme tão delicado e apaixonante. É muito bom saber que tem gente fazendo cinema de forma tão magistral, sem malabarismos, apenas mostrando como a vida realmente é, complicada e cheia de problemas sim, mas com certa graça e encanto nas pequenas coisas e nas pessoas de quem não esperam nada extraordinário. É como Simon diz em algum momento: “Às vezes algo ruim leva a algo bom. Isso também é uma espécie de equilíbrio. Talvez você precise de um tipo de inteligência especial para entender isso. Talvez precise ter Asperger. Talvez haja sentimentos no espaço…”

 

Um bom filme pra você!

Siga nossas redes e não perca nada!
Facebook| Instagram | Twitter | Filmow| Google +


*Saiba mais sobre Autismo e Asperger:


Nome original: I Rymden Finns Inga Känslor (Suécia, 2010)

Direção: Andreas Öhman

Roteiro: Andreas Öhman e Jonathan Sjöberg

IMDB: 7,1

Anúncios

Um comentário sobre “No Espaço Não Existem Sentimentos

Comentários

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s