Love, Rosie (Simplesmente Acontece)

Rosie (Lily Collins) e Alex (Sam Caflin) vivem em Londres e são amigos inseparáveis desde os 5 anos de idade. Já adultos, Alex ganha uma bolsa para estudar em Harvard (EUA) e o plano é que Rosie vá junto. Mas imprevistos acontecem e agora eles têm que aprender a lidar com as reviravoltas em suas vidas, separados.

Para ver o teaser trailer, clique aqui

OBS: Tem na Netflix

Love, Rosie é mais uma adaptação para o cinema de uma obra da celebrada escritora irlandesa Cecelia Ahern, a mesma autora de P.S.:Eu Te Amo (outro filme que eu gosto bastante). Infelizmente, já li três livros da autora e não gostei de nenhum (inclusive o P.S.). A maneira que ela escreve, sua narrativa e seus enredos não me cativam; alguns até me deixam irritada. Foi o caso de Love, Rosie, que ganhei após me apaixonar pelo filme (vi 3 dias seguidos) e implorar pra meu namorado.

Os comentários sobre o livro são super positivos, mas pra mim pareceu monótono e achei tantos furos que não conseguia acreditar na falta de lógica de algumas situações. Fiquei com raiva e decepcionada. Pra minha sorte, o filme se desprende da narrativa usada no livro, e o roteiro – mais enxuto – se permitiu uma liberdade que a meu ver acabou sendo benéfica na maior parte. Talvez um mero detalhe no final poderia ser ajustado para mostrar com mais clareza a dimensão dos desencontros entre Rosie e Alex, mas o fim do filme é muito bem resolvido, assim como todo o andamento da trama. Pela primeira vez achei um filme melhor que o livro!

Love, Rosie foi traduzido no Brasil como Simplesmente Acontece (pois é, nada a ver) e é protagonizado pelos lindos Lily Collins e Sam Caflin (a química entre eles é excelente). É um romance desses bem “água com açúcar”, que eu já estava cansada de assistir e ler,  mas alguns aspectos o deixam acima da média desse gênero: o humor não é forçado, não existem cenas apelativas, a cumplicidade entre Alex e Rosie emociona, a trama é envolvente e você realmente acredita que histórias daquele tipo possam acontecer todos os dias com qualquer pessoa (talvez até já tenha visto acontecer de verdade).

O enredo se apega a acontecimentos do cotidiano que a princípio parecem insignificantes, mas que com o passar do tempo a gente vê que as consequências são maiores do que poderíamos imaginar; atitudes triviais que unem e afastam as pessoas que gostamos sem a gente nem perceber; a vida que se põe no caminho e atrapalha tudo. Em Love, Rosie não vemos a ilusão de um conto de fadas instantâneo e superficial – pelo contrário – embora o final feliz seja indispensável. Afinal, idealizando ou não, é isso que buscamos. O filme faz a gente olhar pra própria vida e se perguntar coisas como: “e se eu tivesse feito tal coisa e ido a tal lugar?” e lembrar que ainda pode dar tempo de tentar

Um bom filme pra você!

 

Siga nossas redes e não perca nada!
Facebook| Instagram | Twitter | Filmow| Google +


 

Nome original: Love, Rosie (Alemanha e Reino Unido,2014)

Direção:  Christian Ditter

Roteiro: Juliette Towhidi

IMDB: 7,2

Anúncios

2 comentários sobre “Love, Rosie (Simplesmente Acontece)

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s